Naturalmente elétricos

blanka_electricityUm dos personagens mais famosos e carismáticos dos jogos de luta clássicos, com certeza é o Blanka. Ou pelo menos aqui no Brasil, afinal ele é o nosso representante no clássico jogo Street Fighter II, que reúne lutadores de todo o mundo para um torneio de artes marciais.

Jimmy, o nome verdadeiro de Blanka, na verdade não é brasileiro de nascença…mas acabou literalmente caindo no Brasil quando tinha apenas 10 anos de idade após uma estranha tempestade acidentalmente derrubar o avião no qual estava, sendo o único sobrevivente. Após o acidente, Blanka sofreu mutações e passou a viver isolado da civilização na floresta amazônica brasileira. Essas mutações foram responsáveis pela sua capacidade de gerar descargas elétricas potentes que ele usa durante as lutas.

Assim como a vida às vezes imita a arte, a recíproca também é verdadeira. Os poderes elétricos de Blanka são baseados em um curioso tipo de peixe que possui o mesmo “poder” de gerar grandes descargas elétricas. Continuar lendo

Anúncios

Quatro-olhos

Se você usa óculos, então é bem provável que já deve ter tido que ouvir seus amigos te chamando de “quatro-olhos”…mas ainda se já usava óculos na época da escola. E não adianta de nada explicar que os óculos não são um par extra de olhos…as piadinhas continuam.

Outros animais não praticam esse tipo de bullying. Seja por questões comportamentais óbvias ou pelo fato de outros animais não usarem óculos. Porém, existe uma espécie de peixe que bem que poderia sofrer do mesmo jeito que nós usuários desse instrumento de correção óptica.

Continuar lendo

O verdadeiro monstro

Domingo passado estreou no canal de TV por assinatura Discovery Channel a “Semana do Tubarão“. Todos os anos o canal exibe uma série de documentários excelentes sobre esses animais e inspirado por essa semana, resolvi escrever um pouco sobre esses excelentes predadores (figura 1). Antes que comecem a estranhar o título do post, leiam até o final para entender.

Figura 1: Um tubarão branco saltando para capturar uma presa.

Continue lendo…